sábado, 28 de maio de 2011

Força do Alto



A força que me move
que arqueia meus pés
é bem maior de tudo que se pode imaginar
A força que nos move
que nos faz seguir em frente
é uma força do Alto
Onipotente...


Santa Força Divina que não nos deixa parar...(C.Lira)


Vida Nova 

(Música Valmir Neves)

Senhor toma minha vida nova, antes que a espera desgaste anos em mim.Estou disposto ao que queiras, não importa o que sejas, tu chama-me a servir.
Leva-me onde os homens necessitam tuas palavras, necessitam teu gosto de viver, onde falte a esperança onde tudos seja triste, simplismente por não saber de ti
Te dou meu coração sincero para gritar sem medo, formoso é o te amor. Senhor tenho alma missionaria, conduza-me a terra, que tenha sede de ti
  E assim em marcha irei cantando por povos pregando sua grandeza ó Senhor. terei meu braços sem cansaço, tua história em meus lábios e a força da oração.




domingo, 22 de maio de 2011

Diante dos olhos






FELICIDADE???
Ahhh...olhe-se no espelho,
verás o segredo...

Cristina Lira


(Im)possibilidades




Não gosto de imaginar o que me é impossivel...mas imagino!
Na esperança de que não o seja.

Cristina Lira


Das promessas






Não se pode prometer
sentimentos a alguém
pois estes não são controlados por nosso querer...
o que se pode fazer são as ações
mas sentimentos...apenas surgem,
sem avisos de partida ou estadia.
Vale mais agir do que falar ou prometer.

Cristina Lira


Das palavras bonitas



Por vezes ouço
andando por aí
palavras tão bonitas...
que me cutuco para parar
e escutar...

Cristina Lira


sábado, 21 de maio de 2011

Uma vírgula


Um dia na minha breve vida eu quis ... abrevia-la.... colocar um ponto final, graças a Deus eu encontrei uma virgula perdida no meio dos meus livros e decidi compra-la!

Anônimo
 


Porcelana



Nunca fui nem serei
aquela boneca da vitrine
nem tão pouco seu fantoche...
e quando você pensar que já me conheçe completamente
mudarei as poses...

Cristina Lira

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Alterações


E quando você pensar que já me conhece completamente...
aí sofro minhas metamorfoses!
De certo não passarei estática na vida.

Cristina Lira



Antes de tudo... amantes



Somos tudo que precisamos no nosso mundo...
Somos amantes!
Imagine
O dia sem a presença do sol
Noites no sítio sem céu estrelado ou lua para iluminar as estradas
O corpo sem alma
Vida sem amor
Pessoas desacreditadas
Chuvas sempre ácidas
Estações sem primavera
Cores desbotadas...
Imaginou?
Pois bem, meus dias sem você são assim, como esses cenários...vazios!

Cristina Lira



Vá... bem longe daqui



Alce voo e vá longe
Bem distante de mim
Não posso ceder o que não tenho
Não cobre amor inventado
Não me peça o que não pode ser trocado
Então...
Alce voo e vá longe
Suma também com suas exigencias
Carregue seus absurdos
Não estou disponivel para conto de fadas as avessas
Sou tão salgada as vezes
E tão pesada
Vá...bem longe daqui
distante de mim
Meu espaço pede pra ser meu novamente!

Cristina Lira



terça-feira, 17 de maio de 2011

Da força que nos move




Podemos tentar rasgar as bandeiras que representam um país, mas jamais conseguirão derrotar uma nação unida, um povo que grita numa só voz.
Podem tentar enegrecer nossos dias, mas jamais irão apagar o raiar dos dias que vem recheados de oportunidades e de chances de conquistas.
Podem nos fazer chorar, entristecer, mas nunca serão capazes de abater em nós a força que renasce todas as vezes que nos determinamos a fazer algo.
Somos assim... capazes de mudar nossas vidas... somos assim... a peça chave para o caminhar dos dias.


Cristina Lira

domingo, 15 de maio de 2011

Improvisos...



Como nunca sabemos o que vem pela frente, acertos e erros fazem parte do cenário, onde nada é planejado e nem ensaiado, tudo acontece de uma forma improvisada.
É de admirar mesmo...
Sorria exageradamente se seus planos derem certo!
E se tudo é um belo improviso, não se descabele se nada do que você planejou não deu certo...vamos lá, hora do plano B...C...e quantos mais forem necessários para se chegar ao resultado que se quer.
Cada acontecimentos seguinte, é resultado dos eventos anteriores, o que fizemos ontem, interferirá no amanhã de uma forma espantosa, logo tudo é uma sequência, os eventos se apresentam em cadeia...

Cristina Lira


Antes da noite chegar



Passos sob um céu tão colorido...
Passos sob a caída da noite!
No fim do dia os segredos, de alguma forma, parecem mais numerosos...na caída da noite, o céu parece que tem mais a revelar do que num dia inteiro. 

Cristina Lira


Que seja doce


O que vou fazer com tudo isso que me sufoca?
Na verdade não sei...
mas sei bem o que vou fazer por mim,
vou andar tentando ser feliz,
e ignorar tudo que altere os pólos, 
tudo que ponha em risco meu equilibrio.
Por que numa parte da vida somos provados,
mas na outra, nós é que provamos...
e o sabor dependerá do paladar de cada um.


Cristina Lira




sábado, 14 de maio de 2011

Vesúvio - Biquini Cavadão




Eu quero ser como a chuva ácida que cai sobre os monumentos de atenas
Eu quero ser como a radiação impiedosa de chernobyl
Eu quero ser como as águas do dilúvio sobre a terra
Eu quero ser como as lavas do vesúvio sobre pompéia

Eu não vou passar o resto dos meus dias fazendo tudo igual

Eu quero ser como os mangues, onde brota a vida num segundo
Eu quero ser como os fogos de artifício na noite de ano novo
Eu quero ser como o sol que ilumina nossas vidas
Eu quero ser como a estrela que guiou os reis à manjedoura

Eu não vou passar o resto dos meus dias fazendo tudo igual

Eu quero ser a força destruidora
Que traz mudanças para o mundo
Eu quero ser a força criadora,
Que constrói um mundo diferente a cada dia

Eu não vou passar o resto dos meus dias fazendo tudo igual.


Combinações




Talvez uma atormentada ventania, ou quem sabe um lapso de vidas. Uma reunião de ideias e até mesmo de fracasso, o riso preso e contido, combinado a gargalhada explosiva na hora menos adequada.
Quem sabe até mesmo um pouco do nada, talvez os passos,a pegada marcada, registrada...que tão prontamente some, mas de certo sou existência... e a vida jamais passa despercebida, mesmo com os segredos!

Cristina Lira


terça-feira, 10 de maio de 2011

Não estamos sozinhos



Por mais que tente e se esforce, ninguém consegue viver sozinho, ninguém pode comportar-se como uma ilha. Não se pode dividir consigo próprio momentos, até porque a vida resulta de momentos que só são vivenciados pela integração de todos nós. Precisamos uns dos outros, assim como dia e noite, frio e café, ou chocolate, se combinam.
Não se pode viver ignorando a existência de todos que estão a nossa volta, ninguém é tão suficiente a si mesmo que não precise rir junto, chorar junto, viver junto. Não estamos sozinhos, e não há motivos para nos comportar-mos como se estivessemos.

Cristina Lira

Óticas


Determinadas situações 
devem ser olhadas de ângulos diferentes,
e até mesmo por pessoas diferentes.

Cristina Lira

Destrancar


As vezes somos nossa maior prisão.
Mas o encantador da situação é descobrir que somos a liberdade que queremos que aconteça.

Cristina Lira


Livre



Voa o pensamento todo desgovernado, cambaleando por entre vales incógnitos. Voa forte a mente no frio que enternece a alma, a procura de algo que não se sabe bem o que é. Aos altos voos e pousos, aquieta-se e irrequieta-se... longe vai o pensamento, bem além do previsível, do real e material. Deleita-se  em curvas como gaivotas, perde-se num vazio inconstante... eis em nós o que de mais livre há, o pensar.

Cristina Lira


domingo, 8 de maio de 2011

Alma transpassada






Indigna-se minha alma ao ver a incapacidade que os corações insensiveis tem de enxergar a dor do próximo, a incapacidade de ajuda, de apoio... Indigna-se minha alma ao ver que muitos de nós são incapazes de se colocar no lugar de um ser humano que sofre.
Assusta-me a tranquilidade de alguns diante da instabilidade de outros.
Assusta-me a indiferença de alguns diante da dor de enfermos, diante da dor que mata o corpo aos poucos, diante da dor que cega e abate...assusta-me...
E minha alma fica ainda mais transpassada quando se curva ao ouvir clamores de socorro de alguem que mergulhado em dores, e ouvidos insensiveis se fazem indiferentes.
Santo Deus!
Até quando muitos de nós irão assumir uma posição de superioridade e irracionalidade?
Até quando muitos de nós serão desumanos? Arrogantes?
Até quando irão agir como se nada pudesse lhes acontecer, como se fossem inatingiveis?
Que dobre-se nossa alma em compaixão dos necessitados, que corram nossas pernas para ofertar a ajuda na hora certa...e que saibamos reconhecer o momento certo de agir, a hora certa de falar, as palavras certas para defender.
Minha alma hoje está transpassada.
Meu coração clamante...orando aos anjos dos céus que retirem-se do firmamento e caiam na Terra em favor dos oprimidos, doentes...dos sofridos.
Que nosso coração seja pleno em amor e compaixão, que nossas ações sejam justas.
Que saibamos reconhecer no outro a calorosa vida manifestada.

Cristina Lira
(De coração clamante pelo meu Tio com cancer, que se agarra ferozmente ao pouco de vida que ainda pulsa em seu peito)

terça-feira, 3 de maio de 2011

Insistindo...



Não se pode fazer construções em cima das areias do mar, ou nas teias de aranhas soltas no ar,
Não se pode caminhar, quando se estar a afundar, em meio a uma areia movediça
Não tem como voar, se a asa cortada está.

Mas nada é imutável assim que não se possa mudar
Nenhuma história chega ao fim antes da trama acabar
É preciso insistir um pouco mais e mais... 

Nenhum poço é tão fundo quando se tem uma escada por perto
Nenhum abismo é tão infinito assim, quando ao redor existem montanhas de cordas
Não se pode viver apenas de "ais"
É preciso sempre insistir um pouco mais...e mais!

Cristina Lira


Medidas


Não quero o excedente...
Nem tão pouco o restante...
me contenta o suficiente!

Cristina Lira


Eu?



Desculpe!
estou indo ser feliz...

Cristina Lira

Sinceramente?


Sinceramente...?
Inocência já é uma palavra que não me cabe mais, embora a fragilidade me seja companheira. Não confunda meu jeito de ser com o da maioria, não me enquadro nas categorias que escolhem para construirem ruínas de perfil. Ainda não sou nada do que desejo ser, mas não serei o que você quer que eu seja. 
Passo de leve, porque sou assim, imprevisivel... como o tempo, imprevisivel.
Não me confunda com a boa menina quieta a espera dos pais, não me confunda com um móvel que é arrastado até o desgaste. Não erga imagens em sua mente de como eu possa ser, simplismente me conheça, sem precisar me construir de uma forma que jamais poderia ser.
Sinceramente, não espere de mim coisa alguma, nunca carrego nada comigo que possa ser dado ou trocado.
Não espere que eu possa sorrir, depois que já me irritaram, não espere que eu vá e escale montanhas depois de me sugarem o ar.
Não queira me por em torres altas, sempre preferi os porões. Não, nunca fiz o tipo desventurada, antes permaneço olhando...como o tempo gira, como tudo ao redor se rearranja depois que a água barrenta passa. Sou tão sem dono quanto um bicho selvagem, então... não tente prever minhas palavras.
Faz tempo que esqueci as regras que ditaram...
Sinceramente...? Só quero ir passando... caminhando, quieta... seguindo o ritmo dos sons que mexem comigo, só quero ir passando, com direito a deixar minhas pegadas também.

Cristina Lira




Uma dose



Quero uma dose anestésica para não sentir toda essa dor de outras dimensões.
Uma dose de alegria, para disfarçar todos os dias que chorei, que remendei as feridas.
Uma dose de amnésia, para esquecer tudo que a noite me tirar o sono, pra esquecer um pouco de tudo que me pesa a mente, quero a leveza, apenas a leveza.
Uma dose de exagero e perda de pose, uma dose  de descontrole... para equilibrar os lados.
Quero uma dose de mim nas veias, eu, puramente em mim... ando me esquecendo nos cantos da casa, e nos lugares onde passo.
Quero uma dose...forte! De tudo que me faça feliz!

Cristina Lira